Propriedade intelectual e soberania nacional

análise do acordo de salvaguardas tecnológicas entre brasil e estados unidos para o centro espacial de alcântara

Autores

  • Bruna Sampaio Silva
  • Carolina Ramos Feltrin

DOI:

https://doi.org/10.36942/iande.v4i1.232

Palavras-chave:

Base de Alcântara, Acordo de Salvaguardas Tecnológicas, Direitos de Propriedade Intelectual.

Resumo

Em março de 2019, o presidente Jair Bolsonaro viajou aos Estados Unidos e diversos acordos bilaterais foram firmados. Dentre eles, o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas, que prevê a proteção de dados de tecnologia dos norte-americanos em troca do uso do Centro Espacial de Alcântara baseado em Maranhão, para o lançamento de foguetes e espaçonaves. Pontos do acordo, como o acesso a áreas restritas e controladas, com permissões de acesso concedidas apenas por
agentes autorizados pelo governo dos Estados Unidos, levantam um alerta sobre a garantia da soberania brasileira e abrem espaço para discutir como os direitos de propriedade intelectual podem ser instrumentos de influência e coerção sobre os países com baixo desenvolvimento tecnológico, evidenciando a dependência tecnológica que estes países são reféns. A detenção dos direitos de propriedade intelectual asseguram imposição de exigências no Acordo de Salvaguardas Tecnológicas, exigências que não somente são potencialmente lesivas à soberania nacional, mas igualmente criam obstáculos para um desenvolvimento endógeno, reforçando ainda mais a condição de dependência tecnológica. Diante disso, o artigo analisa como o histórico e as projeções para o
Programa Espacial Brasileiro, especialmente para a Base de Alcântara, se relacionam com estas questões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, Israel de Oliveira et al. O CENTRO DE LANÇAMENTO DE ALCÂNTARA: ABERTURA PARA O MERCADO INTERNACIONAL DE SATÉLITES E SALVAGUARDAS PARA A SOBERANIA NACIONAL. Rio de Janeiro: Ipea, 2018. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/8897/1/td_2423.pdf. Acesso em: 23 de Agosto de 2019.
BBC News Brasil. As polêmicas sobre o acordo entre Brasil e EUA para uso do centro espacial de Alcântara. 20 mar. 2019. BBC News Brasil, São Paulo. Disponível em
https://www.bbc.com/portuguese/brasil-47632237. Acesso em: 25 de Agosto de 2019.
DÍAZ, Rafael. La economía de la propiedad intelectual. In: DÍAS, R. América Latina y Caribe: la propiedad intelectual después de los tratados de libre comercio. Santiago do Chile: CEPAL, 2008.
DOMINGUES, Renato Valladares. O DIREITO INTERNACIONAL DA PROPRIEDADE INTELECTUAL E SUA REGULAMENTAÇÃO ATRAVÉS DO ACORDO TRIPS. Escola Superior de Guerra, Rio de Janeiro, v. 20, n. 42, p. 85-89, Janeiro, 2003. Disponível em: https://revista.esg.br/index.php/revistadaesg/article/view/778/702. Acesso em: 25 de Janeiro de 2020.
GOVERNO FEDERAL. Câmara dos Deputados. Mensagem de Acordos, Convênios, Tratados e Atos Internacionais no 208, de 23 de maio de 2019. Acordo Entre O Governo da República Federativa do Brasil e O Governo dos Estados Unidos da América Sobre Salvaguardas Tecnológicas Relacionadas à Participação dos Estados Unidos da América em Lançamentos A Partir do Centro Espacial de Alcântara. Brasília, DF. Disponível em
https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1780003&filename=MSC+208/2019. Acesso em: 29 de Janeiro de 2020.
KENNEDY, Andrew; LIM, Darren. The innovation imperative: technology and US–China rivalry in the twenty-first century. International Affairs, p. 553-572. maio 2018. Disponível em: https://academic.oup.com/ia/article/94/3/553/4992406. Acesso em: 19 de Julho de 2019.
MCTIC. CONHECENDO O ACORDO DE SALVAGUARDAS TECNOLÓGICAS. Brasília: Ministério das Relações Exteriores, 2019. Disponível em:
https://www.mctic.gov.br/mctic/export/sites/institucional/publicacao/arquivos/Entenda-o-AST.pdf.Acesso em: 26 de Agosto de 2019.
MIOTO, Ricardo. WIKILEAKS OS PAPÉIS BRASILEIROS: Ucrânia recorreu aos EUA por foguete com o Brasil. Folha de São Paulo. p. 1-1. jan. 2011. Disponível em:
https://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe2501201101.htm. Acesso em: 23 de Agosto de 2019.
NASCIMENTO, E. C. do. A política espacial brasileira entre 1961-2012: a cooperação Brasil/Ucrânia e a empresa binacional Alcântara Cyclone Space. 2013. 130 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Estadual da Paraíba, João Pessoa, 2013. Disponível em http://tede.bc.uepb.edu.br/jspui/handle/tede/2061. Acesso em: 25 de Agosto de 2019.
NEXO JORNAL. O que o acordo da base de Alcântara representa para o Brasil. Nexo Jornal. São Paulo, 29 mar. 2019. Disponível em:
https://www.nexojornal.com.br/expresso/2019/03/29/O-que-o-acordo-da-base-de-Alc%C3%A2ntara-representa-para-o-Brasil. Acesso em: 28 de Janeiro de 2020.
NYE, Joseph S.. O Equilíbrio de Poder e a Primeira Guerra Mundial. In: NYE, J. S. Cooperação e Conflito nas Relações Internacionais. São Paulo: Gente, 2009.

Publicado

2020-06-09

Como Citar

SAMPAIO SILVA, B.; RAMOS FELTRIN, C. Propriedade intelectual e soberania nacional: análise do acordo de salvaguardas tecnológicas entre brasil e estados unidos para o centro espacial de alcântara. ÎANDÉ : Ciências e Humanidades, v. 4, n. 1, p. 22-33, 9 jun. 2020.