Cartografia geotécnica como instrumento de gestão de riscos e planejamento territorial

Autores

  • Aline Freitas da Silva Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro (DRM-RJ)
  • Celso Santos Carvalho Rede BrCidades

Palavras-chave:

Cartografia geotécnica, Carta de Risco, Kátia Canil

Resumo

As ações e os esforços no tocante a Gestão de Riscos e Gerenciamento de Desastres realizados nas últimas décadas delinearam o rumo e a história recente do nosso país e a pesquisadora e professora Kátia Canil inquestionavelmente faz parte disso. Desde o desenvolvimento da metodologia de mapeamento de riscos em favelas no início dos anos 90, passando por todas as políticas difundidas, em especial pelo Ministério das Cidades, ao longo da década de 2000, até a profusão de ações realizadas pós-desastre de 2011 Kátia Canil esteve e está presente.

Biografia do Autor

Aline Freitas da Silva, Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro (DRM-RJ)

Geóloga (UERJ), mestre em Geotecnia (USP) e doutoranda em Desastres Naturais (UNESP/CEMADEN). Pesquisadora do Centro de Apoio Científico em Desastre (CENACID) e do Centro de Pesquisa e Estudos sobre Desastres (CEPEDES). É geóloga do Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro (DRM-RJ) e por seis anos atuou como Diretora de Geologia nesta instituição (2015-2021).

Celso Santos Carvalho, Rede BrCidades

Engenheiro civil, mestre e doutor em engenharia pela Escola Politécnica da USP, ex pesquisador do IPT, ex diretor do Ministério das Cidades, membro da Rede BrCidades.

Publicado

2021-11-11

Como Citar

FREITAS DA SILVA, A. .; SANTOS CARVALHO, C. . Cartografia geotécnica como instrumento de gestão de riscos e planejamento territorial. Diálogos Socioambientais na Macrometrópole Paulista, v. 4, n. 12, p. 17-19, 11 nov. 2021.