Judith Butler e a crítica à violência de Estado

a importância da apropriação dos conceitos de pluralidade e coabitação de Hannah Arendt

Autores

  • Robério Honorato dos Santos Mestre em Filosofia pela UFABC

DOI:

https://doi.org/10.36942/rfim.v1i3.534

Palavras-chave:

Judith Butler, Violência de Estado, pluralidade, coabitação, Hannah Arendt

Resumo

É possível observar um “giro ético” no pensamento de Butler a partir de Caminhos divergentes. Tomando essa obra como fonte principal, este artigo objetiva analisar a crítica de Butler à violência de Estado a partir de uma perspectiva crítica, dialógica e de apropriação de parte do pensamento de Arendt. O principal argumento é o de que Butler não apenas se configura como leitora crítica de Arendt, mas dialoga e se apropria de alguns de seus conceitos para pensar formas éticas de coabitação entre israelenses e palestinos. Procura-se demonstrar a influência da crítica de Arendt ao Estado-nação sobre a crítica de Butler à violência de Estado, bem como sua apropriação do conceito de pluralidade para desenvolver a noção de coabitação. Para Butler, a coabitação constitui-se como uma exigência histórica e ético-política, de modo que, reivindicá-la implica desenvolver uma crítica à violência de Estado.

Referências

ARENDT, Hannah. Lições sobre a filosofia política de Kant. 2ªed. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994.

ARENDT, Hannah. Eichmann em Jerusalém. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

ARENDT, Hannah. O que é política? 4ªed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

ARENDT, Hannah. Sobre a violência. 3ªed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

ARENDT, Hannah. Origens do totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

ARENDT, Hannah. Escritos judaicos. Barueri, SP: Amarilys, 2016.

ARENDT, Hannah. A condição humana. 13ªed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2017.

ARENDT, Hannah. A vida do espírito: o pensar, o querer, o julgar. 7ªed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018.

BUTLER, Judith. Quadros de guerra. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

BUTLER, Judith. Meramente cultural. Tradução de Aléxia Bretas. Idéias. Campinas, SP, v. 7, n. 2, p. 227-248, jul./dez., 2016.

BUTLER, Judith. Caminhos divergentes: judaicidade e crítica do sionismo. São Paulo: Boitempo, 2017.

BUTLER, Judith. Corpos em aliança e a política das ruas: notas para uma teoria performativa de assembleia. 4ªed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2019.

BEKKER, Thais de; RODRIGUES, Carla. Judith Butler: formas de violência do Estado-nação. Reflexiones Marginales [Internet]. 2019 [acesso em 28 jul 2021]; (54). Disponível em: https://revista.reflexionesmarginales.com/judith-butler-formas-de-violencia-do-estado-nacao/

DUARTE, André. Poder e violência no pensamento político de Hannah Arendt: uma reconsideração. In: ARENDT, Hannah. Sobre a violência. 3ªed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

DUARTE, André. Hannah Arendt e o pensamento político: a arte de distinguir e relacionar conceitos. Argumentos. Fortaleza, Ano 5, n. 9, pp. 39-62, jan./jun., 2013.

DUARTE, André. Judith Butler e Hannah Arendt em diálogo: repensar a ética e a política. In: CANDIOTTO, Cesar; OLIVEIRA, Jelson. (Org.). Vida e Liberdade: entre a ética e a política. 1ed. Curitiba: PUCPRESS. ResearchGate [Internet]. 2016 [acesso em 24 mar 2021]; 1: 311-336. Disponível em: (PDF) Judith Butler e Hannah Arendt em diálogo: repensar a ética e a política (researchgate.net)

DUARTE, André. Diálogos Arendtianos: a influência de Hannah Arendt nas teorias de Judith Butler [You Tube]. São Paulo: Centro de Estudos Hannah Arendt – CEHA; 2020 [acesso em 8 mar 2021]. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=rHjCDzRMxLs&list=PLWMum6Tm4IaHmMN9TqCOJlVTgYiyWEJx8

FRASER, Nancy. Heterossexismo, falso reconhecimento e capitalismo: uma resposta a Judith Butler. Tradução de Aléxia Bretas. Idéias. Campinas, SP, v. 8, n. 1, p. 227-294, jan./jun., 2017.

LAFER, Celso. Hannah Arendt: pensamento, persuasão e poder. 2ªed. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

LAFER, Celso. Prefácio. In: ARENDT, Hannah. Sobre a violência. 3ªed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

Publicado

2021-12-15

Como Citar

HONORATO DOS SANTOS, R. Judith Butler e a crítica à violência de Estado: a importância da apropriação dos conceitos de pluralidade e coabitação de Hannah Arendt. Revista de Filosofia Instauratio Magna, v. 1, n. 3, p. 208-244, 15 dez. 2021.