Tecnologias para os veículos a célula combustível

sinalizações a partir de dados de patentes

Autores

  • João Vitor Leme Unicamp
  • Flávia Luciane Consoni Unicamp

DOI:

https://doi.org/10.36942/reni.v4i2.186

Palavras-chave:

Patentes, Tendências Tecnológicas, Veículos de Célula Combustível, Tanque de Hidrogênio, Célula a Combustível, Veículos Elétricos

Resumo

Os veículos de célula a combustível (VCCs), em função de suas características de alta eficiência energética e zero emissão, têm se colocado como alternativa para a mobilidade de baixa emissão face aos problemas associados aos veículos a combustão (emissão de poluentes, dependência de combustíveis fósseis, baixa eficiência energética, etc.) e aos veículos elétricos (tempo de recarga, autonomia de rodagem, fonte da matriz energética, etc.). Entretanto, os VCC também apresentam problemas em relação à maturidade tecnológica o que faz com que sua inserção no mercado ocorra de forma lenta. Com o objetivo de melhor compreender quais são as principais tecnologias que norteiam o desenvolvimento dos VCCs e sua dinâmica no mercado, este artigo apresenta um estudo de dados de patentes com foco nas suas duas tecnologias-chaves: tanque de hidrogênio e célula a combustível. A partir da dinâmica de patenteamento dos VCCs obtidas a partir de equações de busca e processamentos no banco de dados orbit.com, identificou-se as principais áreas tecnológicas, tendências e atores (países e empresas). Por tratar-se de uma tecnologia em desenvolvimento, com vários obstáculos que limitam sua viabilidade econômica e produtiva, estudos como este sobre patentes ajudam a visualizar tendências tecnológicas, aporte de esforços em áreas do conhecimento, assim como identificar os atores e instituições que são protagonistas destas tecnologias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-03-14

Como Citar

Leme, J. V., & Consoni, F. L. (2020). Tecnologias para os veículos a célula combustível: sinalizações a partir de dados de patentes. Revista De Empreendedorismo, Negócios E Inovação, 4(2). https://doi.org/10.36942/reni.v4i2.186

Edição

Seção

Artigos

Most read articles by the same author(s)